Marina Vilhena - Imagem Transpessoal

Imagem Transpessoal

IMG_0969

O termo “transpessoal” nos remete ao que está além de nós, além do nosso corpo material.  Trata-se do nosso espírito, dos nossos sentimentos e da nossa mente, que, em conjunto, são percebidos por meio da nossa imagem. Poderíamos dizer, portanto, que nossa imagem nada mais é do que a materialização do imaterial.

Não apenas a nossa imagem física (o corpo), mas também os objetos que escolhemos para usar ou nos rodear, como um colar, uma mesa de cabeceira ou uma estante, por exemplo – todas as nossas escolhas materiais fazem parte de quem somos por dentro.

Desta forma, quando falo sobre imagem, falo também sobre como as outras pessoas nos percebem. Qual é a nossa energia, como nos comportamos, que tom de voz escolhemos, como gesticulamos, como olhamos para o mundo, como cuidamos da sua aparência. Todas estas ações são, na realidade, demonstrações para o mundo de quem somos, de dentro para fora.

Mas o que aconteceria se estas escolhas não refletissem exatamente nossa realidade?  O que aconteceria se as pessoas não fizessem escolhas materiais de acordo com o seu coração e com o seu verdadeiro EU, e sim com o único objetivo de comparar-se a famosos e copiar tendências ditadas pela moda? Soa familiar, não é mesmo? Isso porque estamos inseridas em uma sociedade cujo modo de viver é identificado com o ego, que é a nossa “proteção natural” contra vergonha, raiva, tristeza e frustração. Mas ao utilizarmos esta falsa proteção, passamos a criar uma vida ao redor destes sentimentos em vez de encará-los e libertá-los, escolhendo nossas realidades dentro da nossa zona de conforto, criando máscaras e nos distanciando do nosso verdadeiro Eu. Este distanciamento, a identificação com o ego e a permanência na zona de conforto, que muitas vezes nada tem de confortável, pode gerar muita insegurança, baixa autoestima, falta de amor próprio e perda da identidade própria.

A minha proposta aqui é um trabalho em conjunto de resgate dessa imagem do seu verdadeiro Eu e da sua essência, a fim de aproximá-la da sua Imagem Transpessoal e, consequentemente, de uma vida mais bonita.